PALESTRA – A RELAÇÃO ENTRE O NÃO INTENCIONAL E A ENERGIA HUMANA: ACIDENTES, DESLIZES E EQUILÍBRIO

Realizada dia 26 de outubro de 2022 – via ZOOM em ENCONTROS TRANSDISCIPLINARES DO CETRANS

Pré print

Seguindo os estudos do Dr. Brian Lynch, Antônio Damasio, Silvan Tomkins, mas também
todos aqueles que mergulharam seu ser no estudo do inconsciente: Freud, Jung, Adler,
Klein, Lacan, verificamos por experiência muitas vezes e, apesar de nós mesmos, que a
emoção vem em primeiro lugar. De uma maneira ideal nós pensamos e agimos, mas no caso de insight, mas também de acidentes: Sentimos, agimos por inspiração ou por impulso e, em seguida, pensamos.
Situo as atitudes não intencionais neste intervalo onde se sente, se age. E depois pensamos: atos de fala, insights, interrupções, erros, negações, bloqueios, deslizes da fala, etc.
Atitudes não intencionais são a fonte de muitos acidentes ligados ao fator humano, mas
também de derivações criativas como a descoberta da América, intuições ou flashes
existenciais (expressão de René Barbier), que nos permitem Iluminar o que foi velado e
reconfigurar nossa percepção da realidade.
Ora, se as emoções estão em primeiro lugar, poderemos identificar a natureza emocional
de nossos conflitos e compreender a importância do trabalho sobre a plasticidade da mente
(Marc Williams, Debono) para a implementação da resolução destes conflitos emocionais
em uma abordagem cognitiva e experimental (Stéphane Rusinek – “Soigner les Schémas de
pensée” – Dunod, 2006).
Parece haver de fato uma estreita correlação entre nossa capacidade plástica de fazer
sentido a partir do diálogo com nossas emoções e a mobilização de nossa energia humana.
Sim, podemos mudar nossos padrões mentais e desenvolver comportamentos humanos
proativos, resilientes e cooperativos, desde que possamos mobilizar nossa energia humana.
O estudo da consciência de atitudes não intencionais é, portanto, um vasto estudo, pois se
concentra na definição e nas relações entre energia e emoções humanas, por um lado, e
suas repercussões nos conflitos cognitivos e sua resolução plástica, por outro.
De fato, nossa história de vida também constituirá a escrita de um roteiro afetivo que
influenciará o estabelecimento de cenários de capacidade ou mesmo de excelência,
mobilizando energia humana ou cenários de incapacidade inibindo ou paralisando a energia
humana.
É importante entender como a energia humana é modulada a fim de agir sobre energias
inibidas e paralisadas, a fim de poder mobilizá-las, novamente, para transformar os padrões
de incapacidade e resolver conflitos emocionais de uma forma plástica. Assim, a energia
humana parece ter uma influência direta sobre nossos distúrbios emocionais e seu impacto
sobre a saúde e o desenvolvimento humano.

PDF em https://tinyurl.com/3zptacbt

VIDEO DA PALESTRA

PODCAST

https://t.ly/OTE8O

PDF da APRESENTAÇÃO (PPT) NO RESEARCHGATE

https://tinyurl.com/4r7enfzh

DIAGRAMAS

Diagrama em Português

Diagrama em Francês

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s